amazônia atlântica, 2017
desenho feito com pemba branca (giz utilizado em rituais de Umbanda) e lápis dermatográfico sobre algodão preto
158 x 158 cm
foto Jaime Lauriano

A série de trabalhos “invasão, etnocídio, democracia racial e apropriação cultural” recria, a partir das ilustrações de mapas e cartas náuticas, uma das cenas mais emblemáticas da história recente da humanidade – as navegações e o “descobrimento do novo mundo”. Entretanto, diferentemente de sua versão original, com cores prontas para retratar a exuberância do região recém explorada, opera um rebaixamento visual, pautado pelo branco sobre preto. Trata-se, por tanto, de uma releitura dos primeiros esforços de representação do sistema de colonização, e sua exploração da madeira e da mão de obra indígena, o primeiro proletariado do que mais tarde seria consolidado como um “país”.

Nestas cartas, a presença da população nativa é assinalada por meio de figuras humanas em situação de nudez dispersas do litoral até a parte central do continente. Nestes desenhos, encontram-se homens caçando com arco e flecha, cortando árvores e em contato com a fauna. Em uma alegoria de trabalho e ócio. A harmonia encontrada, e exaltada, nos originais é perturbada pela inscrição dos termos invasão, etnocídio, democracia racial e apropriação cultural retirados de livros que pautam a construção da História do Brasil. Tal operação reforça a violência presente nas ilustrações, e na “Invenção do continente Americano”.




accuratissima brasilia tabula: invasão, etnocídio, democracia racial e apropriação cultural, 2016
desenho feito com pemba branca (giz utilizado em rituais de Umbanda) e lápis dermatográfico sobre algodão preto
116 x 155 cm
foto Filipe Berndt




brasil: invasão, etnocídio, democracia racial e apropriação cultural, 2016
desenho feito com pemba branca (giz utilizado em rituais de Umbanda) e lápis dermatográfico sobre algodão preto
119 x 156 cm
foto Filipe Berndt




meridionalis americae: invasão, etnocídio, democracia racial e apropriação cultural, 2016
desenho feito com pemba branca (giz utilizado em rituais de Umbanda) e lápis dermatográfico sobre algodão preto
119 x 155 cm
foto Filipe Berndt




novus brasilia typus: invasão, etnocídio, democracia racial e apropriação cultural, 2016
desenho feito com pemba branca (giz utilizado em rituais de Umbanda) e lápis dermatográfico sobre algodão preto
117 x 153 cm
foto Filipe Berndt




terra brasilis: invasão, etnocídio e apropriação cultural, 2015
desenho feito com pemba branca (giz utilizado em rituais de Umbanda) e lápis dermatográfico sobre algodão preto
100 x 150 cm
foto Filipe Berndt